+55 11 5505-1325

Posted by admin on maio - 10 - 2017 | 0 Comment

Gestão de pessoas e liderança estão completamente conectadas em como gerir da melhor maneira um time, seja ele pequeno ou grande. Nós acreditamos que existem 4 pilares principais para representar esse relacionamento entre gestor e colaborador, sendo eles: a influência, a comunicação, o exemplo e o interesse genuíno.

“ Gerir pessoas constitui, sobretudo, em saber identificar corretamente como cada um reage nas diferentes situações e mudanças impostas por fatores internos e externos que fazem parte do expediente de qualquer corporação. “

Vamos trabalhar a relação direta do gestor com o indivíduo. Explorar a sua capacidade de focar nos outros, que é um dos fundamentos da empatia e da habilidade de construir relações sociais – dois dos pilares que compõem a inteligência emocional.

Ao trabalhar estes elementos, é possível conquistar resultados diretos em curto prazo, pois impactam na qualidade do relacionamento, do feedback e do alinhamento entre o gestor e o seu time.

INFLUÊNCIA

Influenciar é fazer com que as pessoas façam algo bem feito e de boa vontade, que normalmente elas não fariam.

É importante entender que a Influência não vem automaticamente através de cargos e títulos. É uma competência que só se desenvolve com a prática.

A Influência é disparada pela Comunicação, porém a sua sustentação ocorre apenas pelo Exemplo.

A combinação desses dois poderosos elementos, Comunicação e Influência, coloca as pessoas em movimento e as motiva a superar desafios que nem elas acreditariam que seriam capazes de superar. Um dos maiores benefícios da influência é inspirar os outros.

COMUNICAÇÃO

É a Comunicação, verbal e escrita, que dispara o processo de influência sem autoridade.

Existem diversas oportunidades de comunicação, tais como: reuniões, feedbacks, reuniões de coaching, conversas informais, e-mails e telefonemas.

A Comunicação não é composta apenas de palavras, na verdade elas representam apenas 7% de importância na comunicação face a face, enquanto o jeito de falar representa 38% e a expressão facial e corporal 55%.

7%- PALAVRAS/38%- JEITO/55%- EXPRESSÃO

Filtro e bom senso são peças fundamentais na comunicação, nem toda a informação pode ser passada para outros de modo direto e sem filtro. Da mesma forma, não transmitir uma informação importante pode prejudicar a todos, por isso usar o bom senso é fundamental.

ESTILOS DE COMUNICAÇÃO

Quando nos comunicamos e influenciamos outras pessoas, podemos assumir 6 diferentes arquétipos, cada um deles posicionado em um degrau diferente de uma escala evolutiva de humildade e interesse genuíno pelas pessoas.

Essa é uma escada que subimos e descemos diversas vezes, com certeza o nosso objetivo é atuar como exemplo, mas em alguns momentos agimos como gerentes ou até mesmo chefes. É importante que todos saibam que quanto mais se sobe essa escada, mais a humildade aumenta e a arrogância diminui.

Arquétipo do Empregado:

Acredita que pode influenciar as pessoas pelo tempo de casa, conhecimento, carisma e humor.

Arquétipo do Chefe:

Acredita na influência pela autoridade e tem tendência a pegar apenas para si o mérito de projetos bem-sucedidos.

Arquétipo do Gerente:

Muito focado em processos, acredita que pode influenciar através do controle.

Arquétipo do Líder:

Acredita mais nas Pessoas, por isso dedica mais tempo e atenção a conhecer as pessoas e assim influenciá-las.

Arquétipo do Gestor:

Acredita tanto nas Pessoas, como nos Processos. Dedica tempo a conhecer as pessoas, sem deixar de controlar os processos. Sua influência acontece por um mix de interesse genuíno e controle.

Arquétipo do Exemplo:

Equilibra competência técnica com humildade pessoal. Influencia as pessoas, pois estas o admiram e acreditam no que fala, pois sua fala é coerente às suas ações.

EXEMPLO

O Exemplo sustenta o processo de influência, consolidando a imagem da pessoa. Um bom exemplo é formado por pequenas e inesperadas ações, como um bilhete de agradecimento ou chegar um pouco mais cedo.

Um bom exemplo não é construído de trás da tela de um computador. É preciso desenvolver um contato face a face, observando os detalhes da operação e buscando oportunidades de melhorias e de comunicação.

Um bom exemplo dificilmente será esquecido, da mesma forma, um mau exemplo também jamais será esquecido, provocando distanciamento e perda da credibilidade.  Por isso, preste atenção em suas ações e comportamentos, o modo como fala e reage, pois estará sempre sendo assistido pelos outros.

INTERESSE GENUÍNO

• Ações ou gestos que demonstram sinceridade em entender ou em ajudar o outro.

Interesse genuíno se alimenta da empatia.

- Empatia: atividade emocional – em - prefixo grego = dentro.

“ Capacidade de compreender e sentir o que alguém pensa e sente em uma situação de demanda afetiva, comunicando-lhe adequadamente tal compreensão e sentimento” – Del Prette, 2001, pag 86 – “A psicologia das relações interpessoais”.

- Simpatia: atividade emocional – sim – prefixo grego = no mesmo

Estar em sintonia com a emoção de outra pessoa, mas não necessariamente implica em compreensão ou percepção do outro.

CONCLUSÃO

Gestores que conseguem focar nos outros e estabelecer um bom relacionamento destacam-se e são facilmente reconhecidos. Suas opiniões são respeitadas e tem mais peso, as pessoas querem trabalhar com eles. Por ser uma tarefa contínua, onde deve existir consistência entre a comunicação e o exemplo, ser um bom líder não é uma tarefa fácil, porém, com certeza, uma satisfação.